Professores analisam o atual cenário político educacional

Especialistas trouxeram dados que demonstram como está a educação brasileira. Foto: Reinaldo Fontes
Especialistas trouxeram dados que demonstram como está a educação brasileira. Foto: Reinaldo Fontes

Para discutir o atual cenário das políticas educacionais, os pesquisadores Célio da Cunha e José Carlos Libâneo apresentaram palestra, na tarde do dia 13 de outubro, durante o 5° Congresso Internacional Marista de Educação e do 2° Congresso Marista de Educandos e Famílias.

Em sua fala, Célio abordou o trabalho do Ministério da Educação, diante da recente mudança de presidente no país. Com o novo ministro, novas diretrizes foram criadas e definido o planejamento. O doutor em educação destacou as dificuldades enfrentadas nas escolas. “Se o Ministério da Educação enfrenta dificuldades nas práticas de gestão, consequentemente, toda a equipe escolar vai sofrer”, comenta.

Já Libâneo contextualizou a atual situação das escolas públicas brasileiras, marcada, segundo ele, pelas desigualdades educacionais. O especialista afirma que dados recentes demonstram que muitos jovens têm abandonado os estudos para ingressar no mercado de trabalho e indica modelo. “Devemos buscar ligações entre os sistemas de educação e o mercado de trabalho para que o jovem saia preparado e qualificado para a função que vai desempenhar”, explica.

Libâneo também citou a falta de interesse de muitos professores em fazer com que o estudante adquira conhecimento. Em depoimentos apresentados pelo educador, a preocupação é que o estudante esteja preparado para avaliações como o IDEB e o ENEM e não para a vida e o mercado de trabalho. “Hoje vemos que muitas instituições aplicam não a política do aprendizado, mas a política da aprovação”, diz.

Deixe uma resposta

Nome *
E-mail *
Site