Irmã Dulce é homenageada no momento de reflexão

Banda Marcial toca Ave Maria. Foto: Reinaldo Fontes
Banda Marcial toca Ave Maria. Foto: Reinaldo Fontes
Ir. Miro Reckziegel lê a carta que São Marcelino Champagnat. Fpto: Reinaldo Fontes
Ir. Miro Reckziegel lê a carta que São Marcelino Champagnat. Foto: Reinaldo Fontes

 

 

 

 

 

 

 

 

O momento de reflexão do quarto dia do Congresso teve Irmã Dulce como homenageada, por sua trajetória de dedicação aos pobres. A Banda Marcial do Colégio Marista Pio XII, do Paraná, realizou a primeira apresentação de abertura sob a regência do maestro Rafael Rauski. Em seguida, o endereçou ao Ir. Bartelini e seu colaborador em 21 de janeiro de 1830. No encerramento, os Irmãos Maristas cantaram Salve Regina no Teatro Guararapes.

 

Deixe uma resposta

Nome *
E-mail *
Site